Logo fato ou boato

Esclarecimentos sobre informações falsas

Você está aqui:Página Inicial / Últimas checagens / Vídeo confunde ao afirmar que voto não seria computado enquanto mensagem “Confira o seu voto” fosse exibida na tela da urna

COMPARTILHAR

Vídeo confunde ao afirmar que voto não seria computado enquanto mensagem “Confira o seu voto” fosse exibida na tela da urna

Nova funcionalidade visa estimular eleitorado a conferir os números digitados antes de confirmar a votação

Publicado em 27/09/2022 às 23:10, atualizado em 07/10/2022 às 18:46

Um vídeo que circula nas redes sociais causou confusão ao afirmar que a mensagem de alerta “Confira o seu voto”, exibida na parte inferior da urna eletrônica logo após o término da digitação do número da candidata ou do candidato, poderia anular o voto do eleitorado. Segundo o autor da gravação, os dizeres com letras pequenas induziriam a eleitora ou o eleitor a erro, a fim de que a tecla “Confirma” fosse pressionada antes do prazo.

Ainda de acordo com o homem que aparece na filmagem, a ação realizada no momento incorreto poderia fazer com que a urna eletrônica não computasse o voto digitado anteriormente. Como solução ao suposto problema, ele propõe que o eleitor aguarde a mensagem sumir da tela e a aparição de um aviso indicando a hora certa para confirmar a votação.

Fato ou Boato?

O eleitor que gravou o vídeo deturpa uma nova funcionalidade instalada nas urnas eletrônicas em 2022. A partir destas eleições, o equipamento liberará a confirmação do voto, ou seja, o botão verde “Confirma”, um segundo após o preenchimento completo dos números do candidato para cada cargo. O mesmo vale tanto para os votos em branco quanto para corrigir algum dígito.

Confira o esclarecimento em vídeo produzido pelo canal do TSE no YouTube.

A cada uma das cinco confirmações de voto, a urna emitirá um som breve. Ao final, depois da escolha do candidato a presidente, o aparelho emitirá o “Pilili” característico por um período mais longo. O vídeo, portanto, distorce informações sobre uma medida criada pela Justiça Eleitoral para estimular que o eleitor faça a conferência do próprio voto.

Veja vídeo da campanha produzida pela JE para explicar a função.

Simulador de votação

Também é possível testar a funcionalidade por meio do simulador de votação na urna eletrônica para as Eleições Gerais de 2022, que conta o tempo a mais para a confirmação do voto. Treinando na ferramenta com antecedência e observando como funcionará esse intervalo para verificar o voto, o eleitor contribuirá para reduzir o tempo de espera nas filas das seções eleitorais.

Acessibilidade

A plena inclusão de todo o eleitorado é uma das missões da Justiça Eleitoral. Por isso, desde a criação da urna eletrônica, diversos recursos vêm sendo utilizados para que todos tenham a oportunidade de votar.

O hardware da urna eletrônica é projetado para facilitar o exercício do voto. A disposição e o tamanho dos botões – que possuem inscrição em Braille e emitem sinais sonoros (cliques) –, a fonte escolhida e o tamanho das letras exibidas na tela visam tornar a experiência da votação mais simples e confortável para todos. 

A sintetização de voz, recurso voltado para eleitores com deficiência visual, foi aprimorada. Assim, para maior fidelidade na fala dos nomes dos concorrentes, agora também será possível cadastrar um nome fonético. “Isso significa escrever o nome do jeito que ele é falado. Assim, o software não erra e fala o nome dos candidatos e das candidatas corretamente”, explica o chefe da Seção de Voto Informatizado do TSE, Rodrigo Coimbra.

Apresentação em Libras

A outra novidade, voltada para pessoas com deficiência auditiva, é a inclusão da apresentação de um intérprete de Libras na tela da urna, para indicar quais cargos estão em votação. “Essa foi uma sugestão de duas eleitoras de Mato Grosso do Sul, demonstrando que a Justiça Eleitoral está sempre atenta aos anseios das eleitoras e dos eleitores”, destaca Coimbra. 

Acesse as checagens e esclarecimentos abaixo