Logo fato ou boato

Esclarecimentos sobre informações falsas

Você está aqui:Página Inicial / Últimas checagens / Urna que não permitia votação para presidente apresentou defeito e foi substituída

COMPARTILHAR

Urna que não permitia votação para presidente apresentou defeito e foi substituída

Vídeo produzido durante as Eleições Gerais de 2018 voltou a circular sem contexto nas redes para sugerir fraude eleitoral

Publicado em 06/10/2022 às 16:20, atualizado em 07/10/2022 às 22:03

Um vídeo antigo sobre uma suposta denúncia de irregularidade ocorrida em uma seção eleitoral de Curitiba (PR) voltou a circular nas redes e levantou suspeita quanto ao grau de confiabilidade do sistema eletrônico de votação.

Na gravação, eleitores afirmam que digitavam o número da candidatura à Presidência da República, mas não aparecia, na urna eletrônica, a opção de confirmar o voto.

Enquanto são acalmados por policiais militares presentes no local de votação, eles relatam que conseguiram votar todos os cargos em disputa (deputado federal, deputado estadual, senador e governador), exceto para a vaga de presidente.

Fato ou Boato?

O vídeo circula fora de contexto com o intuito de sugerir que houve fraude nas Eleições Gerais de 2022. O fato ocorreu em 2018, no Colégio Júlia Wanderley, que pertence à 178ª Zona Eleitoral da capital paranaense.

A urna eletrônica questionada pelos eleitores que aparecem na gravação apresentou defeito, foi prontamente substituída e enviada para perícia no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), onde passou por auditoria no dia 19 de outubro daquele ano.

Ao contrário do que insinua a filmagem, a fiscalização feita pela Polícia Federal comprovou que as falhas reportadas foram ocasionadas por problemas técnicos e não por fraude praticada com a intenção de modificar a vontade do eleitorado.

Confira detalhes sobre o assunto na matéria produzida pelo TRE-PR na época das eleições de 2018.

Acesse as checagens e esclarecimentos abaixo