imprimir    salvar

Introdução à Governança Corporativa de TIC - TRE/RN

A Governança Corporativa de TIC constitui parte da Governança Corporativa da organização. É dirigida por esta e busca o direcionamento da área de TIC para atender às necessidades do negócio, bem como o monitoramento para verificar a conformidade com o direcionamento tomado pelos dirigentes da organização.

Não constitui responsabilidade exclusiva dos gestores de TIC, mas, sim, da alta administração do órgão, motivo pelo qual não deve ser confundida com a gestão da própria área.

De acordo com a norma ABNT NBR ISO/IEC 38500:2009, os dirigentes da organização devem governar a TI por meio de 3 (três) principais tarefas:

  • Avaliar o uso atual e futuro da TI;
  • Orientar a preparação e a implementação de planos e políticas para garantir que o uso da TI atenda aos objetivos do negócio;
  • Monitorar o cumprimento das políticas e o desempenho em relação aos planos.

Avaliar (Evaluate) significa que os diretores devem avaliar o uso atual e futuro da TI, incluindo as estratégias, propostas e arranjos de fornecimento (interno, externo ou ambos).

Dirigir (Direct) significa que os diretores devem atribuir responsabilidades para a preparação e implementação dos planos e políticas que estabelecem o direcionamento dos investimentos nos projetos e operações de TI.

Monitorar (Monitor) significa que os diretores devem monitorar o desempenho da TI por meio de sistemas de mensuração apropriados, garantindo que esse desempenho esteja de acordo com os planos e objetivos de negócio e que a TI esteja em conformidade com as obrigações externas e práticas internas de trabalho.

Gestor Responsável: Gabinete da Secretaria de Tecnologia da Informação +