imprimir    salvar

Alinhamento organizacional

Kaplan e Norton (2006) destacam o alinhamento da organização como um dos desdobramentos do processo de alinhamento no processo de gestão da estratégia. Nesse escopo, são práticas citadas pelos autores a definição do papel da organização e o alinhamento das unidades de negócio e de apoio.

Sob outro aspecto, visão holística e abordagem sistêmica são duas características referidas na busca pelo alinhamento organizacional. A primeira consiste na percepção do todo (unicidade) em contraponto com a visão departamentalizada do ambiente, enquanto a segunda compreende a organização como uma série de processos e atividades interligadas.

Efetivamente, o compartilhamento de uma visão comum da organização contribui para ampliar a integração de todas as áreas com a estratégia, além de fixar o sentido de coletividade no processo de construção de iniciativas direcionadas à melhoria do desempenho, ao alcance dos resultados e à execução da missão institucional.

No que tange às práticas referidas por Kaplan e Norton, o organograma do Tribunal representa visualmente a estrutura organizacional detalhada na Resolução TRE/RN nº 5/2012, que disciplina as atribuições e competências das diversas unidades administrativas, à exceção da Corregedoria Regional Eleitoral, cuja estrutura está disciplinada em normativo próprio.

O Regimento Interno, por sua vez, estabelece a organização, a composição, a competência e o funcionamento do Tribunal e regula o trâmite dos feitos administrativos e judiciais sob sua competência. No mesmo sentido, as Resoluções TRE/RN nºs 2/1998, 12/2011 e 13/2015 disciplinam o funcionamento e a organização da Corregedoria Regional Eleitoral e das zonas eleitorais.


 

Cadeia de Valor do TRE/RN

Dada a relevância do alinhamento organizacional para a gestão estratégica, em paralelo ao processo de revisão da estratégia 2016-2020, foi construída a Cadeia de Valor da instituição e seus desdobramentos, aprovada através da Portaria nº 250/2015-GP, a qual subsidiou a categorização dos objetivos estabelecidos no mapa estratégico do Tribunal.

Essa ferramenta de gestão serve de guia para priorização de ações e alocação de recursos necessários para o desdobramento da estratégia.


Gestor Responsável: Assessoria de Planejamento e Gestão Estratégica +