Mural Eletrônico

O Mural Eletrônico é o meio oficial de publicação dos atos judiciais nos Cartórios Eleitorais e Secretaria Judiciária do Tribunal no período de 15 de agosto de 2016 a 16 de dezembro de 2016, na Justiça Eleitoral de Pernambuco.

De acordo com a Resolução TRE/PE nº 272/2016, que regulamenta o Mural Eletrônico, entendem-se por atos judiciais os despachos, sentenças, decisões monocráticas, inclusive as interlocutórias e as liminares, proferidos pelos Juízes Eleitorais e Desembargadores Eleitorais e Desembargadores Eleitorais Auxiliares e, também, as intimações, notificações e comunicações realizadas de ofício pelo Cartório Eleitoral e Secretaria Judiciária do Tribunal referentes aos processos de registro de candidatura, representações e reclamações e prestação de contas dos candidatos eleitos e dos respectivos partidos políticos.

Havendo interesse, os advogados, partes e demais pessoas poderão receber mensagens eletrônicas informando a publicação de decisões em Mural Eletrônico, mediante cadastramento no sistema Pushdo processo que deseja acompanhar

Acesse o Mural Eletrônico - melhor visualização pelos navegadores Mozila Firefox ou Google Chrome.

Confira o texto que regulamenta a matéria: Resolução TRE-PE nº 272/2016.


As publicações devem ser pesquisadas pela data de publicação e unidade da publicação (Secretaria do Tribunal ou Zona Eleitoral), campos obrigatórios.

A página do Mural Eletrônico apresentará automaticamente a última data com registro de publicação no mural, seja da Secretaria Judiciária ou Zonas, conforme o campo assinalado.

Campos Obrigatórios:

- campo data refere-se à data da publicação, sendo obrigatório o preenchimento;

- campo unidade está previamente marcado em Zonas (Todas), devendo-se marcar o campo Secretaria Judiciária para buscas das publicações dos processos do Tribunal.

 Campos Auxiliares:

- número do processo sem hífen (ex: 15-46.2016.6.17.0124), preencher o campo com os números antes do ano – 1546);

- número do protocolo sem barra (ex: 36715/2016, preencher o campo com 367152016);

- nome da parte deve ser exatamente como registrado na autuação, podendo-se consultar por parte do nome (ex: Joaquim José da Silva Xavier – pode-se preencher o campo com todo o nome ou com Joaquim ou com Silva ou xavier ou josé (caixa alta não interfere);

- nome do advogado segue a mesma forma do nome da parte.