imprimir    salvar

CADASTRO DE FORMADORES INTERNOS - atividades de formação de juízes e servidores

 

As ações de planejamento, implementação, acompanhamento e avaliação das ações de capacitação de juízes eleitorais e de servidores que atuam com matéria jurídica  ministradas pela EJEMG  orientam-se pelas diretrizes pedagógicas da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (ENFAM).

 

Nesse sentido, as competências necessárias aos formadores da EJEMG dividem-se em dois grupos: competências relativas ao conhecimento a ser ensinado e competências relativas às habilidades para ensinar.

 

Espera-se que o formador da EJEMG tenha profundo conhecimento do contéudo objeto da ação educacional, tanto na perspectiva teórica quanto na prática.

 

Da mesma forma, espera-se que o formador tenha domínio do conhecimento pedagógico, que envolve a compreensão não só da aprendizagem do adulto mas também dos fundamentos e práticas de avaliação.

 

Além disso, o formador deve ser capaz de estabelecer uma clara distinção entre crenças, opiniões pessoais e ética profissional, sempre considerando prioridade as necessidades dos formandos.

 

A EJEMG estabelecerá programas de formação de formadores internos com o intuito de contribuir com o desenvolvimento das dimensões do saber/saber fazer/saber ser das competências esperadas do formador da EJEMG, orientados pelas diretrizes pedagógicas e programas de formação de formadores da ENFAM.

 

São considerados formadores internos os juízes de direito estando ou não exercendo a função de juiz eleitoral; os juízes da Corte e os servidores da Justiça Eleitoral.

 

Caso queira atuar como formador da EJEMG nas atividades de capacitação de juízes e servidores, preencha o formulário de cadastro (acesse aqui o formulário).  

 

Gestor Responsável: Assessoria Técnica Executiva da Escola Judiciária Eleitoral +