imprimir    salvar

Guia do eleitor

Data das eleições e horário da votação

O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 5 de outubro de 2014.

O segundo turno, caso ocorra, será em 26 de outubro de 2014.

O horário de votação é das 8h às 17h.

 

Cargos

Estão em disputa os cargos de deputado estadual/distrital, deputado federal, senador, governador e presidente, que aparecerão na urna eletrônica nessa ordem.

Imprima a colinha para levar no dia da votação (formato pdf)

 

Quem deve votar

O voto é obrigatório para os alfabetizados maiores de 18 e menores de 70 anos.
O voto é facultativo para os analfabetos, os maiores de 70 anos e para quem tem 16 ou 17 anos.

 

Onde votar

Confira o seu local de votação.

Lista com todos os locais de votação - MG (formato PDF)

 

Documentos exigidos para votar

Para votar, leve um documento oficial de identificação com foto.

São aceitos: carteira de identidade, certificado de reservista, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação com foto, identidades funcionais e o passaporte.

Não são aceitos: certidão de nascimento ou de casamento.

Vale lembrar que ter também o título eleitoral em mãos facilita encontrar o seu local de votação.


Segunda via do título eleitoral

O eleitor que quiser requerer a segunda via do título pode fazê-lo até o dia 25 de setembro de 2014.

 

Endereço e horário de funcionamento dos cartórios eleitorais em Belo Horizonte

CAE – Central de Atendimento ao Eleitor (atende as Zonas Eleitorais: 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 37ª, 39ª, 331ª e 332ª): Avenida do Contorno, 7.038, Lourdes. 

Zonas Eleitorais 36ª e 333ª: Rua Alcindo Vieira, 67, Barreiro de Baixo.

Zonas Eleitorais 38ª e 334ª: Rua Dr. Álvaro Camargos, 2.480 (antiga Rua Doze de Outubro), Bairro Santa Mônica, Venda Nova.

Horário: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.


Confiraaquihorário de funcionamento, endereço e telefone dos cartórios eleitorais de outras cidades de Minas Gerais.

 

Acessibilidade

O eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida teve até o dia 7 de maio de 2014 para solicitar a transferência para uma seção especial. Ele tem o direito de levar uma pessoa de sua confiança para auxiliá-lo na votação.

Confira aqui quais são as seções especiais na sua cidade.

 

Justificativa

No dia das eleições, o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 8h às 17h. Para justificar no dia da eleição, o eleitor deverá ter o número do título, um documento de identificação com foto e o formulário de justificativa preenchido.

Se o eleitor não justificar no dia das eleições, tem até 60 dias para fazê-lo (até 4 de dezembro de 2014, com relação ao primeiro turno e até 26 de dezembro de 2014, com relação ao segundo turno), em qualquer cartório eleitoral, apresentando documento que justifique a ausência, por exemplo, atestado médico. Caso não tenha votado porque estava no exterior, o eleitor tem até 30 dias, a contar do seu retorno ao Brasil, para justificar, e deve apresentar cópia do documento oficial de identificação e comprovante dos motivos alegados para justificar a impossibilidade do exercício do voto.

 

Mesários

Quem quiser trabalhar como mesário nas eleições, pode se inscreveraqui.

Não podem ser mesários os candidatos, seus cônjuges e parentes até segundo grau, membros de diretórios de partidos políticos que exerçam função executiva, autoridades, agentes policiais e aqueles que exerçam função de confiança no Executivo, servidores da Justiça Eleitoral (mas estes podem compor as mesas que se destinem exclusivamente à justificativa) e eleitores menores de 18 anos.

Todos os mesários convocados para trabalhar nas eleições devem comparecer às seções eleitorais às 7h.

Saiba mais sobre o trabalho de mesário.

 

Como fazer uma denúncia por propaganda irregular

Qualquer eleitor pode denunciar irregularidades relativas à propaganda eleitoral por meio do Denúncia On Line ou pessoalmente em um cartório eleitoral mais próximo. Confira os endereços.

 

O dia da votação

Têm preferência para votar os candidatos, os juízes eleitorais, seus auxiliares e servidores da Justiça Eleitoral, os promotores eleitorais e os policiais militares em serviço e, ainda, os eleitores maiores de 60 anos, os enfermos, as pessoas com deficiência e as mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

É proibido entrar na cabine de votação com telefone celular, máquina fotográfica, câmera de vídeo, equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto. Esses aparelhos devem ficar retidos na mesa enquanto o eleitor estiver votando.

 

Voto em trânsito

Os eleitores que não estiverem em seus domicílios eleitorais no dia do primeiro e/ou do segundo turnos das eleições poderão votar em trânsito para presidente e vice, desde que estejam em alguma capital de estado ou em município com mais de 200 mil eleitores. Para isso, o eleitor teve até 21 de agosto de 2014 para se habilitar ou cancelar a habilitação (em caso de desistência do voto em trânsito) perante a Justiça Eleitoral. Para votar em trânsito, o eleitor deve estar quite com a Justiça Eleitoral.

Vale lembrar que o eleitor que se habilitar para votar em trânsito e não o fizer deverá justificar o seu não comparecimento.

 

Voto no exterior

Nas eleições para presidente da República, o eleitor residente no exterior pode votar no país em que esteja residindo, desde que tenha solicitado sua inscrição ao juiz da Zona Eleitoral do Exterior, administrada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal, até 7 de maio de 2014.

Saiba mais.

 

Vote com consciência

Confira orientações 

 

Fale com o TRE 

 

Disque-eleitor: 148 ou (31) 3291-0004

Gestor Responsável: Presidência +